Marcadores

segunda-feira, 5 de outubro de 2015

Proposta de redação sobre a influência da música na formação do ser humano



Que tal debater a influência da música em nossas vidas?

Com base na leitura dos textos motivadores a seguir e nos conhecimentos construídos ao longo de sua formação, redija texto dissertativo-argumentativo em norma padrão da língua portuguesa sobre o tema A INFLUÊNCIA DA MÚSICA NA FORMAÇÃO DO SER HUMANO, apresentando proposta de intervenção social que respeite os direitos humanos. Selecione, organize e relacione, de forma coerente e coesa, argumentos e fatos para defesa de seu ponto de vista.

As três primeiras redações postadas nos comentários do blog serão corrigidas gratuitamente.

Textos motivadores



16 comentários:

  1. Música: patrimônio imaterial humano

    Não existe uma data ou local específico para o surgimento dos primeiros musicistas e suas obras. É sabido, no entanto, que povos ameríndios pré-colombianos, europeus antigos, africanos e tantos outros utilizavam melodias como forma de expressão. Ainda hoje é notável o quanto a música é importante na construção da identidade de pessoas, tribos urbanas e da sociedade como um todo. Ela parece, portanto, ser parte indissociável da cultura humana.

    Ainda na idade média, havia trovadores que com propósito crítico ou cômico, criavam canções eficientes ao transmitir os pensamentos desses artistas. Hoje em dia, gêneros como o rap são leituras da realidade de pessoas marginalizadas na perspectiva delas próprias. Outro exemplo, o funk, mostra de maneira mais indireta o almejo dessas por uma participação mais incisiva dentro da sociedade, um exemplo disto é o "funk ostentação", que faz muito sentido numa sociedade capitalista ao idealizar um estilo de vida luxuoso e consumista.

    É observável, além disso, a importância da música na educação e até mesmo ao catalisar a auto-ajuda de indivíduos. No primeiro caso, ela ajuda crianças a alfabetizar-se e a adquirir vocabulário essencial nessa fase do desenvolvimento. Pode-se argumentar, no entanto, que os pequenos aprenderiam isso de outras formas em aulas ou com os pais, mas a forma ritmica dinamiza e acelera este processo. Além disso, são inúmeros os exemplos de jovens que aprendem uma nova língua graças a melodias estrangeiras. Já no segundo, é nítido o poder que canções têm de incentivar pessoas a perder peso, conseguir um novo emprego, não desistir de um sonho ou esquecer a idéia de suicídio.

    Fica claro, então, que a música é intrínseca à sociedade atual, seja como forma de expressão social, formadora de opinião ou facilitadora do aprendizado. Para tanto, ela deve ser reconhecida, pelo governo e pela população, como patrimônio imaterial da humanidade, com o intuito de preservá-la como forma de manifestação. Além disso, escolas deveriam incentivar a mescla dela à educação tradicional, visto que ela é eficiente no processo de aprendizagem.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. - Faça um panorama histórico mais conciso. Dessa forma, você terá mais espaço para desenvolver seus argumentos e abordará o tema de forma mais direta;
      - Escreve-se "Idade Média" em vez de "idade média";
      - Na proposta de intervenção você precisa ser um pouco mais detalhada, pois não ficou claro como as escolas podem integrar a música com outras práticas pedagógicas.


      Nota final: 920

      Excluir
  2. Desde a antiguidade a música vem sendo usada como uma das formas de manifestação cultural, religiosa e de relação entre os povos. Hoje esta vem ganhando novas aplicações e contribuindo para a sociedade de diversas formas.

    Como dito pelo filósofo grego Platão a música possui grande influência no caráter humano e é capaz de fornecer a alma harmonia e esperança. A música vem ganhando espaço na sociedade moderna através de projetos educacionais e sociais, principalmente entre jovens e crianças carentes.

    O ensino de música nas escolas, projetos socias e ongs em seus diversos gêneros, pode transformar a vida de muitos jovens. É capaz de despertar o interesse e o talento tirando os jovens de caminhos errados como o mundo do crime e das drogas, e criando oportunidades para o desenvolvimento.

    Faz se necessário, portanto, uma política governamental de incentivo ao ensino de música e atividades de cultura, para que os jovens encontrem oportunidades e assim contribuam para uma sociedade desenvolvida com menos desigualdades e com cidadãos mais dignos e de bom caráter.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    2. - Estude os usos da vírgula, pois você deveria empregá-la após Platão;
      - Escreve-se "ONG" em vez de "ong";
      - Revise seu texto com atenção para corrigir alguns erros simples. Você deveria ter escrito, por exemplo, "Faz-se" no início do último parágrafo;
      - Você precisa ser mais específica na sua argumentação. Na sua proposta de intervenção, por exemplo, você não especificou de que maneira o governo pode incentivar o ensino de música nas escolas. Esse detalhamento é fundamental para obter uma boa nota na redação do Enem.

      Nota final: 720

      Excluir
    3. Muito obrigada, vou tentar melhorar esses pontos :D

      Excluir
  3. A dominação e controle musical

    É possível afirmar que a música interfere no modelo de vida de uma indivíduo,visto que são manipuladoras mas também influenciadora de sentimentos.
    A história não deixa dúvida sobre a manipulação de música na ociedade. Uma dessa manipulação com o maior exemplo e o nazi-fascismo que usavam de tudo para manipular a sociedade Italiana é Alemã, visto que sua maior armas eram as música dos líderes ditatoriais, isso ainda ocorrem na sociedade comterporania onde no Brasil e no mundo a política leva muito a sério as música com propaganda pra manipular votos da população.
    Um de seus fatores manipuladores estão na música jovem, onde se encontra os mais manipulados do mundo, visto que a juventude e mais fraca, pelo motivos de relacionamento, a indústria utiliza essas fraqueza pra lança ideias sobre relacionamento, colocando amor, traição para esses jovens se espelharem e comprar mais dessas músicas.
    Portanto, vendo que a músicas se tratar de uma tática pra dominar pessoas, e vender cada dia mais seu produtos, deveria que às familiares prestassem mais atenção o que ela escutam, e dominassem o controle do que entram e sai da sua casa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. - Revise seu texto com atenção para evitar erros simples, como "ociedade" e "contemporania";
      - Tente organizar melhor as suas ideias por meio de uma precisa seleção vocabular, especialmente no uso de conjunções;
      - Você precisa estudar as regras de concordância verbal. Escreve-se, por exemplo, "isso ainda não ocorre na sociedade";
      - Não use "pra" na redação do Enem;
      - Sua proposta de intervenção precisa ser mais detalhada. Sugiro que você leia a minha postagem sobre esse assunto na seção Enem.

      Nota final: 460

      Excluir
    2. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
  4. Olá, sei que fui o quarto, mas adoraria que você corrigisse minha redação. Descobri este site só hoje e adorei a iniciativa. Abraço! Boa sorte a todos no ENEM!
    “Música, Identidade e Socialização.

    Quem nunca se orgulhou ao ouvir o Hino Nacional? Quem nunca se percebeu lembrando da pessoa amada ao som de uma cantiga romântica? A música está presente na história da humanidade e é um componente na formação de identidades sociais. O Estado pode promover a criação de espaços de interação musical entre os cidadãos, favorecendo a socialização e respeito entre todos.
    A música tem um poder enorme na geração do sentimento de pertencimento a um grupo, uma nação, um time ou uma religião. Esta capacidade já foi utilizada por estadistas com o objetivo de dominação, como nos hinos nacionalistas dos regimes totalitários do século XX, ou nos exércitos em guerra, movidos ao som dos tambores, da época de Napoleão. Todavia, a música também pode ser utilizada de forma positiva, reforçando a cidadania ao difundir informações, como ocorre com os grupos de rap e hip hop da periferia, que protestam pelos seus direitos; ou como ocorre com os repentistas do sertão nordestino, que fazem relatos jornalísticos e históricos sobre seu povo, através de suas canções.
    Além disso, através da música é possível construir espaços de diálogo entre diferentes identidades. O samba do morro pode sensibilizar a moradora de um condomínio de elite; uma música gospel cristã, pode emocionar o estudante ateu da universidade e quem canta junto pode dar os primeiros passos para reconhecer suas diferenças e superar preconceitos.
    Diante destas possibilidades geradas pela música, o Estado deve criar políticas e espaços para o exercício do convívio musical. Uma opção são os corais públicos para adultos, que podem ser financiados através de programas do governo federal e implantados pelas secretarias municipais de cultura. A sociedade civil organizada já têm seus corais, em ONG ou igrejas, mas a criação de legislação específica para a implantação dos corais públicos favorecerá o diálogo entre estes diferentes grupos, gerando espaços de interlocução e tolerância.”
    Vicente Furtado

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. EDITEI PARA FACILITAR A LEITURA

      "Quem nunca se orgulhou ao ouvir o Hino Nacional? Quem nunca se percebeu lembrando da pessoa amada ao som de uma cantiga romântica? A música está presente na história da humanidade e é um componente na formação de identidades sociais. O Estado pode promover a criação de espaços de interação musical entre os cidadãos, favorecendo a socialização e respeito entre todos.

      A música tem um poder enorme na geração do sentimento de pertencimento a um grupo, uma nação, um time ou uma religião. Esta capacidade já foi utilizada por estadistas com o objetivo de dominação, como nos hinos nacionalistas dos regimes totalitários do século XX, ou nos exércitos em guerra, movidos ao som dos tambores, da época de Napoleão. Todavia, a música também pode ser utilizada de forma positiva, reforçando a cidadania ao difundir informações, como ocorre com os grupos de rap e hip hop da periferia, que protestam pelos seus direitos; ou como ocorre com os repentistas do sertão nordestino, que fazem relatos jornalísticos e históricos sobre seu povo, através de suas canções.

      Além disso, através da música é possível construir espaços de diálogo entre diferentes identidades. O samba do morro pode sensibilizar a moradora de um condomínio de elite; uma música gospel cristã, pode emocionar o estudante ateu da universidade e quem canta junto pode dar os primeiros passos para reconhecer suas diferenças e superar preconceitos.

      Diante destas possibilidades geradas pela música, o Estado deve criar políticas e espaços para o exercício do convívio musical. Uma opção são os corais públicos para adultos, que podem ser financiados através de programas do governo federal e implantados pelas secretarias municipais de cultura. A sociedade civil organizada já têm seus corais, em ONG ou igrejas, mas a criação de legislação específica para a implantação dos corais públicos favorecerá o diálogo entre estes diferentes grupos, gerando espaços de interlocução e tolerância.”
      Vicente Furtado

      Excluir
    2. - Na sua conclusão, seria mais adequado você usar "Diante dessas possibilidades", já que você está retomando ideias apresentadas anteriormente;
      - Você escreve muito bem. Organiza bem as ideias e as apresenta de forma consistente. Tem potencial para tirar nota mil no Enem.
      Nota final: 1000

      Excluir
    3. Uhuuuu, fiquei feliz, obrigado! Vou treinar mais, tenho dificuldade com temas mais pesados socialmente! Abraço!

      Excluir
  5. Estou de olho esperando a correção da minha redação atrasada, rsrsr!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hehehehehehe. Se tirar nota mil no Enem, avise-me para eu lhe dar os parabéns.

      Excluir