Marcadores

domingo, 25 de maio de 2014

OS IMPACTOS POSITIVOS E NEGATIVOS DAS NOVAS TECNOLOGIAS PARA A APRENDIZAGEM


(fonte da imagem: http://www.educacaopublica.rj.gov.br/biblioteca/tecnologia/0037.html)

Olá a todos!

Nesta postagem trago uma proposta de redação relacionada ao cotidiano das nossas escolas. Dessa forma, vocês poderão refletir sobre uma questão atual que, além de ser discutida por diversos especialistas da área, é decisiva para os rumos da nossa educação neste século XXI.

Redija um texto dissertativo-argumentativo sobre o seguinte tema: OS IMPACTOS POSITIVOS E NEGATIVOS DAS NOVAS TECNOLOGIAS PARA A APRENDIZAGEM.

As 5 primeiras redações colocadas nos comentários desta postagem serão corrigidas gratuitamente.
Boa escrita!

TECNOLOGIAS EDUCACIONAIS: ASPECTOS POSITIVOS E NEGATIVOS EM SALA DE AULA

A globalização é um fenômeno que possibilitou ao homem o desenvolvimento em inúmeros aspectos, dentre estes, a evolução da tecnologia, que vem auxiliando-o, por exemplo, na formação educacional. Os avanços tecnológicos que permeiam a educação vêm transformar as formas de trabalho pedagógico, ampliando o surgimento de novas competências e metodologias de ensino.
Neste contexto, é importante ressaltar que as tecnologias educacionais não substituem o professor, mas o auxiliam em suas aulas, como o caso de materiais on-line, vídeos, jogos, softwares, entre outros que promovem o compartilhamento de conhecimento e a autonomia dos alunos.
Novos tempos exigem novas atitudes e reflexões frente às tecnologias aplicadas ao ensino. Desta forma, destacam-se a necessidade de envolver o aluno na aprendizagem, estabelecendo um sentido ao conteúdo estudado, oferecendo situações práticas de ensinoaprendizagem que maximizam as oportunidades de reflexão. A incorporação de tecnologias no ensino passa pela compreensão de suas potencialidades e limitações em relação às formas de interação e construção de significados. [...]
A tecnologia na sala de aula é um dos aspectos que podem mudar a situação da educação, fazendo com que o aluno se torne mais participativo, colaborador, construa opiniões críticas e questione. Porém, a tecnologia não é a redentora da educação, ela necessita do empenho do professor de querer mudar seus métodos de aula, necessita que o educador saiba ensinar seus discentes a manipular a internet, verificar o que é confiável, indicar sites, jogos, redes sociais que façam com que o aluno veja que o conteúdo que ele está aprendendo em aula, se aplica na prática.

(FONTE: http://educere.bruc.com.br/ANAIS2013/pdf/7646_6015.pdf)

Você também pode ter acesso a uma discussão sobre o tema em: http://www.educacaopublica.rj.gov.br/biblioteca/tecnologia/0037.html

16 comentários:

  1. Desde o século XIII, com o filósofo São Tomás de Aquino, sabemos que o processo de aprendizado precisa ser proativo por parte do estudante, e a tecnologia se mostra como ferramenta fundamental para a consolidação dessa premissa. Hoje, o aluno tem disponível vários livros, materiais escritos, em áudio e em vídeo, de todas as matérias essenciais a sua formação. E tudo isso em diversos dispositivos, como celulares, tablets e computadores.
    Com o fácil acesso a informação o aluno tem uma necessidade menor de massivos recursos mnemônicos, tão utilizados pelos romanos, e se concentrar em compreender as informações e suas implicações no cotidiano da sociedade. E essa característica vem influenciando, inclusive, os mecanismos de ingresso em universidades, com a incorporação do Enem em detrimento dos vestibulares tradicionais. Sendo o Enem uma prova que cobra do seu participante menos fórmulas prontas e mais associação do conhecimento depreendido em sala de aula com seu dia-a-dia.
    Contudo, o acesso a dispositivos tecnológicos, em especial nas salas de aula, pode ser uma fonte de distração levando seu usuário a usá-los como entretenimento com jogos eletrônicos, leituras paralelas ao assunto ministrado e redes sociais. Ademais a consolidação de conhecimento é um processo lento e gradual, diferente do ritmo imposto pelo "mundo online", gerando uma ansiedade, principalmente nos jovens, quando há a necessidade de concentração, por exemplo, na leitura.
    Em face disso, professores e pais precisam incorporar as novas ferramentas tecnológicas aos seus planos de ensino, tornando-os mais dinâmicos e atrativos. Porém, deve haver um controle disciplinar na finalidade de uso de celulares, tablets e computadores em cada situação da rotina dos estudantes. Por parte do Estado se faz fundamental a democratização do acesso a informação por meio da tecnologia, para que isso não seja mais um mecanismo de exclusão social. Assim, a aprendizagem se concretizará tendo o aluno como agente ativo e o professor como mestre orientador.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A tecnologia no meio estudantil vem sendo nesses últimos anos, um método altamente importante e utilitário para os alunos. O que antes eles procuravam em livros, revistas e jornais, hoje eles encontram em seus notebooks, tablets e smartphones. E tudo isso faz o aluno aproveitar mais seu tempo.
      A associação de tecnologia ao meio acadêmico faz o rendimento aumentar cada vez mais. Professoras e alunos usam desse meio para obter matérias facilmente e fazer a aula mais dinâmica e menos rotineira. Muitas escolas, instituições e universidades vem substituindo os materiais escolares por tecnológicos, por ser um jeito fácil, prático e altamente econômico, onde o aluno utilizando um computador por exemplo, não irá gerar lixo para o meio ambiente, que vai desde a caneta que acaba sua tinha e sem utilidade é descartada até trabalhos gigantescos feitos por alunos em que é corrigidas, e depois disso é jogadas foras.
      Todavia, esse método tem seu lado negativo, que por sinal pode ser muito prejudicial ao aluno. A famosa "cola" em que os alunos fazem para tomar vantagens em provas, pode ser obtida num simples acesso a internet. Há muitos casos em que professores anulam provas por causa de alunos que em seu ato de realização de provas, estava usando um simples aparelho celular e saindo muito bem por meio ilegal.
      Com as grandes vantagens da tecnologia em relação a suas desvantagens, ela vem ganhando mais e mais espaço não apenas na educação, mais no meio profissional, social e principalmente no lazer. O que deve ser feito é uma colocação de regras em meio educacional para que isto se torne uma ferramenta de facilidade e não uma arma de ilegalidade.

      Excluir
    2. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    3. Tarik Fernandes,

      Pontos de louvor:
      - Conhecimento profundo do tema;
      - Boa organização das ideias;
      - Abordagem precisa do tema;
      - Apresentação de argumentos convincentes;
      - Excelentes referências ao cotidiano escolar.

      Pontos a melhorar:
      - Você precisa empregar melhor algumas expressões. Deveria ter escrito "o aluno tem à sua disposição" no início do segundo período do texto.
      - Estude os usos da crase. O sinal indicativo de crase deve ser colocado em em "Com o fácil acesso à informação".
      - Use mais mecanismos de coesão para ligar melhor algumas de suas ideias. Antes da expressão "por exemplo" a palavra "como" cairia muito bem.

      Nota final: 920.
      Continue praticando para manter o nível!

      Excluir
    4. Mineração IFG,

      Pontos positivos:
      - Demonstrou conhecimento do tema;
      - Soube apresentar aspectos positivos e negativos;
      - Apresentou uma proposta de intervenção.
      -


      Pontos a melhorar:

      - Evite o uso de expressões como "mais e mais", já que no texto dissertativo-argumentativo, especialmente no âmbito da escrita, a concisão é uma qualidade;
      - Estude os usos da crase. Há o acento indicativo de crase em, por exemplo, "acesso à Internet";
      - Ao apresentar uma proposta de intervenção, dê mais detalhes para que os leitores, e especialmente o examinador, saibam como o problema pode ser solucionado ou amenizado.

      Nota final: 700

      Excluir
    5. INDÚSTRIA DA INFORMAÇÃO, INDÚSTRIA DO ENTRETENIMENTO
      Nas últimas décadas o avanço eminente da tecnologia tem influenciando fortemente o modo de agir e de pensar de grande parte da população. O progresso está relacionado à nossa segurança, saúde, trabalho, lazer e, obviamente, também a nossa educação. Grande parte dos estudantes tem adaptado sua rotina de estudos à praticidade proporcionada pelos eletrônicos de ultima geração, porém, essa nova metodologia ainda é muito questionada, principalmente por certos professores em sala de aula.
      Atualmente, o Brasil possui leis que proíbem o aluno de portar quaisquer aparelhos eletrônicos em sala de aula, pois o abuso da facilidade em se obter informações pode ocasionar em fraudes no sistema avaliativo. Outro argumento proposto afirma que a tecnologia é voltada somente para o lazer, desviando o estudante do tema abordado em sala, ou ainda, que o mesmo se perde em notícias falsas, aprendendo, assim, a coisa errada.
      Porém, alguns professores conseguem aproveitar-se da tecnologia para chamar a atenção de seus alunos para o conteúdo programado. Utilizam a apresentação de filmes e jogos para introduzir assuntos que precisam ser abordados; participam de redes sociais para fornecer apoio aos estudantes em tempo integral; tomam exemplos e explicações de outros professores, a fim de aperfeiçoar o aprendizado, entre muitas outras ações que contribuem para a passagem do conhecimento.
      Toda essa praticidade é aprovada principalmente entre os adolescentes, pois, além de poupar tempo e esforços dos estudantes, pode proporcionar ainda, a interação dos mesmos com diversos outros alunos com os mesmos interesses e duvidas, criando grandes grupos de estudo que abrangem todo o planeta.
      A tecnologia dos notebooks, tablets e smartphones não precisa ser uma ameaça ao conhecimento transpassado nas escolas se bem utilizado. Diante desse crescimento gradual, é necessário tirar proveito dessa facilidade, ensinando professores e alunos a pesquisar de forma correta, filtrar as informações falsas e prevalecer-se das verdadeiras. Uma possível distribuição de eletrônicos para as instituições de ensino proporcionaria vantagens em relação ao tempo e ao aprendizado, além de uma monitoração constante, por códigos de segurança, aos sites acessados, privando os alunos de determinados desvios ao conteúdo, mas, da mesma maneira, fornecendo-os uma forma completamente inovadora de mergulhar diante do conhecimento.

      Excluir
    6. Natália,

      Excelente redação!

      Você conseguiu fazer um texto com várias qualidades:

      - Argumentação precisa;
      - Discutiu a questão com profundidade;
      - Usou bem as vírgulas;
      - Apresentou uma excepcional proposta de intervenção

      Pontos a melhorar:
      - Revise o seu texto com mais atenção para evitar erros bobos de gramática, como a falta de acento em "ultima geração" na terceira linha.

      Nota:980
      Continue praticando.

      Excluir
  2. O século XX, foi de ponto geográfico e histórico altamente promissor para as novas tecnologias, o avanço industrial vem se desenvolvendo desde então. Enorme proporção tendeu em ter no século XXI, o uso das novos meios de comunicação são grandes beneficiadores dentre as diversas áreas, inclusive na educação, que por sua vez abriu espaço para ser utilizado nas salas de aulas, inclusive nas faculdades.
    No cotidiano escolar o acesso à internet é uma forma de ajudar os alunos a se relacionar entra si, para facilitar a explicação de professores. Aos alunos, os aplicativos são os maiores aliados, pois poupa ter que carregar livros, ajuda no na mobilidade, agiliza o processo de entendimento, apresenta jogos educativos, disponibiliza ajuda as dúvidas por redes sociais.
    Contudo, não pode ser substituído por um educador, a internet e aplicativos são só um meio de ajudar e não de ficar no lugar do profissional, tudo deve ser moderado, o uso inadequado poderá prejudicar o âmbito escolar, tem que haver uma preocupação com o quê os alunos estão acessando, para não ocasionar distração desnecessárias, assim prejudicando na capacidade de aprendizagem.
    Com o crescente avanço, deve- se ter uma monitoração maior para não fugir do faco, não haver desvios no processo educacional, nem de exclusão entre os alunos, de tal forma sempre tendo a fiscalização do professor, que usa dessa tecnologia para atrair e tornar mais dinâmico seu trabalho, de qualquer modo, a internet veio para melhorar e está fazendo um excelente trabalho, em todos os campos.


    ResponderExcluir
  3. Juliana,

    Pontos positivos do seu texto:
    - Bons exemplos;
    - Desenvolvimento adequado do tema;
    - Apresentação de uma proposta de intervenção.

    Pontos a melhorar:

    - Revise o seu texto com mais atenção para evitar erros gramaticais, como "ajuda no na mobilidade";
    - Seja mais objetiva na introdução. No início você tentou fazer um apanhado histórico de um processo muito complexo e longo em um curto espaço, o que pode gerar alguns erros, como você ter deixado implícita a informação de que o avanço industrial só começou no século XX.

    Nota: 700

    Seus textos estão melhorando. Continue praticando.


    ResponderExcluir
  4. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  5. ---A tecnologia sempre foi primordial para a humanidade, desde as suas relações comerciais até a sua possibilidade interativa e informativa. Presente em todas as instâncias da sociedade, inclusive na educação, oferece a ampliação do conhecimento e a praticidade. Porém, reconhecer o lado consequencial desse processo de utilização da tecnologia digital pelos alunos durante a aula é uma atitude sensata e viável.
    --- As operadoras de telefonia móvel contam com pacotes extremamente acessíveis para disponibilizarem a internet, sendo possível estar conectado em qualquer lugar que tenha sinal. A escola, não sendo isenta desses sinais, vira cenário da crescente discussão do uso indevido do celular, e também, de outros aparelhos eletrônicos. Com isso, o conteúdo de sites que for utilizado nas avaliações estará acessível durante a sua realização. A desatenção do aluno e atitudes como fotografar o professor fazendo gestos e movimentações espontâneas para postar em redes sociais tornam vulnerável a principal guia para a socialização: a educação.
    ---Mas, alguns professores fazem dela a sua principal aliada para explicar a matéria através de slides, vídeos, imagens projetadas, e até participam de grupos de estudo. Para os alunos, a aula fica menos cansativa. Para um professor de Biologia do Ensino Médio “o pen drive é mais leve do que o meu livro e, com certeza, cabe mais informações”.
    ---Desse modo, os professores devem receber treinamento para incorporarem no seu currículo capacitação para tais ferramentas. A escola deve oferecer recursos tecnológicos como: Computadores, multimídias, tablets. A utilização para pesquisa na sala de computação deve ser fiscalizada, a escola precisa ser mais rigorosa em relação à entrada de celular, contando com a ajuda do professor e dos pais para reprimirem o uso na sala de aula. Sendo assim, coibiríamos a causa para evitar o problema, além de fazer da tecnologia o caminho para a verdadeira informação.

    ResponderExcluir
  6. Pontos positivos:

    - Proposta de intervenção consistente;
    - Conhecimento sobre o assunto;
    - Apresentação de vários exemplos.

    Pontos a melhorar:

    - Quando iniciar um parágrafo com uma conjunção adversativa, prefira usar "contudo" ou "entretanto", em vez de "mas";
    - Não se usa letra maiúscula após ":".

    Nota final: 880!
    Continue praticando!

    ResponderExcluir
  7. A mudança da sala de aula
    A sociedade atual vem se reformulando e se transformando constantemente a partir do advento da internet e de suas tecnologias. De um modo geral, se está conectado de uma forma nunca antes vista, e que possibilita e potencializa a comunicação e a passagem de conhecimento para todo o mundo, e então, por que não utilizar isto como uma ferramenta de aprimoramento do aprendizado em sala de aula?
    A Informação nunca esteve tão palpável quanto nos dias atuais. Com simples “clicadas” é possível adquirir uma enorme gama de informações em um tempo extremamente curto. A Possibilidade de aprendizado e a comunicação aluno-professor são muito facilitadas estando na “rede”.
    Contanto, são necessárias algumas ressalvas na sua utilização em sala de aula, para que o dito benefício não distraia o aluno, causando o contrário do esperado e, consequentemente, prejudique seu desempenho. Deve-se fazer uma adequação para que a tecnologia se adapte à sala e a sala à tecnologia.
    O modelo educacional brasileiro perdura por mais de um século e vê-se necessária a reformulação de certos paradigmas para que haja harmonia com os tempos atuais. Tecnologias como a internet podem e devem ser utilizadas para instigar a troca de conhecimento e gerar o melhor ambiente possível dentro da classe.

    ResponderExcluir
  8. Tempos modernos
    A premissa de Monteiro Lobato " um país se faz com homens e livros" encontra - se, nas últimas décadas, aliada às novas tecnologias. Nessa perspectiva, o uso dessas ferramentas no setor educacional brasileiro mostra - se essencial na contemporaneidade, porém, apresenta aspectos negativos que põem em pauta seu uso nas salas de aula.
    O avanço das novas tecnologias mudou hábitos e fez com que a sociedade precisasse se adaptar, sendo a educação uma das principais áreas afetadas. Isso porque o rápido acesso à informação facilita a aquisição e difusão de conhecimento. Além disso, a praticidade oferecida pelos aparelhos eletrônicos é aliada à rotina de estudos e potencializa não somente o aprendizado, mas também a interação com diversos outros alunos em todos o planeta. Logo, nota - se que privar o acesso a essas novas tecnologias é como, no início da Revolução Industrial, deixar de prover os camponeses com pás e enxadas metálicas sob a argumentação de que deveriam fazer como seus antepassados e utilizar os mesmos instrumentos de madeira do tempo feudal.
    Todavia, no mundo do "ponto com, ponto br", ainda há barreiras a serem superadas. Em outras palavras, problemas como a desatenção dos alunos, a falta de preparo do corpo docente e a pouca estrutura de acesso à rede faz com que se discuta essa nova realidade tecnológica. Em relação ao primeiro ponto, estudos de universidade americanas apontam que o uso constante de aparelhos eletrônicos causa deficit de atenção, ou seja, a concentração dos estudantes será prejudicada. Já ao que se relaciona ao segundo aspecto, o poder público não prepara profissionais para desenvolver novas metodologias. Isso, aliado a falta de qualidade no sistema educacional e operacional, inviabiliza uma estrutura adequada para que todos tenham acesso à tecnologia, o que aprofunda as desigualdades.
    Portanto, ao se observar os benefícios da informática na educação, é preciso que se supere as dificuldades. Por meio de programas de especialização, deve se trabalhar com os professores formas de usar os eletrônicos a fim de tirar deles o que é peculiar, aliando às velhas formas de aprendizado. Com isso, será possível, também, dinamizar a transmissão de conhecimento, evitando a distração dos alunos. Outrossim, através da intensificação das políticas públicas, é necessário ampliar as salas de informática com a acesso à Internet de qualidade em todo o País.

    ResponderExcluir
  9. Sobre os impactos negativos não vou escrever agora, mas quero aproveitar o post e ratificar os impactos positivos da tecnologia para a minha aprendizagem. Sou professora de História e durante minha formação fui displicente com a prática da escrita.
    A vida cobra caro nosso desleixo e agora em minha fase concurseira me deparei novamente com o monstro redação em provas. O blog do Fernando me ajudou a refletir criticamente sobre a prática da escrita e aqui tive mais um incentivo para praticar. Além das sugestões de temas, os post de melhores redações me ajudaram a entender onde estava e para onde deveria ir. Fico sem palavras para agradecer toda ajuda. Hoje me sinto muito mais segura e ágil na escrita. Pretendo continuar estudando, acompanhando as postagens e praticando redações. Fernando continue acreditando no projeto que é sensacional. Sucesso! Abc Gabriela

    ResponderExcluir