Marcadores

terça-feira, 13 de janeiro de 2015

Proposta de redação sobre o terrorismo no século XXI


(fonte da imagem: http://zh.clicrbs.com.br/rs/noticias/noticia/2015/01/ao-vivo-manifestacao-historica-reune-3-7-milhoes-na-franca-4678854.html)


Olá a todos!

Que tal começarmos o ano escrevendo sobre o tema mais marcante de 2015 até agora?

Considerando que os textos a seguir tem unicamente caráter motivador, redija um texto dissertativo-argumentativo sobre o tema O combate contra o terrorismo é uma guerra perdida no século XXI? Apresente uma proposta de intervenção para o problema.

As 4 primeiras redações postadas nos comentários serão corrigidas gratuitamente.

Para se informarem melhor, acessem:

http://www.valor.com.br/internacional/3857766/presidente-da-franca-faz-homenagem-policiais-mortos-por-terroristas

http://g1.globo.com/mundo/noticia/2015/01/nao-e-possivel-impedir-ataques-diz-coordenador-antiterrorista-da-ue.html

http://www.publico.pt/mundo/noticia/franca-nao-vai-responder-ao-terrorismo-com-medidas-de-excepcao-1681998

http://www.clicfolha.com.br/noticia/42051/proxima-edicao-do-semanario-charlie-hebdo-tera-caricaturas-de-maome

25 comentários:

  1. Terrorismo no século XXI: expansão ou derrocada?
    Compreende-se que, as práticas terroristas não são um problema apenas do século XXI, aliás, pode se considerar que o terrorismo esteve presente em todas as civilizações. Contudo, esse tema foi privilegiado neste século, sobretudo, por ser uma ameaça às grandes potências mundiais. Além disso, os ataques terroristas do século XXI estão associados, normalmente, ao fundamentalismo e às ações extremistas de grupos religiosos, com destaque para os de religião Islâmica.
    Após os atentados do 11 de setembro de 2001 contra os Estados Unidos pela rede terrorista al-Qaeda, começou a ser discutido pelo então presidente dos EUA, George W. Bush, medidas para combater essas ações de extrema violência. Foi lançado o programa “Guerra ao Terror” ou simplesmente ‘’Doutrina Bush” para evitar e até mesmo extirpar esses ataques. As medidas propostas para o combate – muitas vezes consideradas radicas e não aprovadas pelo Conselho de Segurança, a saber, a invasão ao Iraque em 2003 – foram o início da guerra contra o terrorismo na sociedade contemporânea, mas muitas vezes influenciadas por interesses geopolíticos não trouxeram resultados satisfatórios, e em contraste, os ataques terroristas ampliaram para diversos países como: Espanha, Inglaterra, Rússia e Índia.
    Para tanto, outro problema que contribuiu para a expansão do terrorismo no mundo, são os conflitos no Oriente Médio e no norte da África. O conjunto de protestos e manifestações conhecidas como Primavera Árabe, e a contínua guerra árabe-israelense, foram palco para a formação de mais um grupo terrorista – Estado Islâmico – que, na situação atual, é uma das grandes ameaças mundiais. Assim, nos últimos meses, o grupo tem assumido a participação em vários ataques terroristas, além de usar a internet para disseminar as atrocidades cometidas, por exemplo, a violência contra mulheres, a perseguição aos cristão – principalmente do Iraque – e a decapitação de jornalistas de vários países.
    Diante desses fatos, e dos últimos acontecimentos como as ondas de ataques terroristas na Nigéria e o atentado à revista francesa – Charlie Hebdo –, nota-se que a guerra contra o terrorismo ainda tem um longo caminho para ser derrotada. No entanto, é necessário que haja uma coalizão entre a comunidade internacional para enfrentar esse problema. Alianças como: EUA e Irã – inimigos em diversas situações –, já demonstram o início de uma força capaz de superar o terrorismo, haja vista que, divergências políticas, econômicas e ideológicas foram minimizadas em prol da estabilidade e da paz mundial.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pontos a melhorar:

      - Estude o uso das vírgulas. No primeiro período do terceiro parágrafo, por exemplo, a vírgula antes de "são" é desnecessária;
      - Você escreve bem, pois organiza bem as ideias, isto é, aplica os recursos de coesão e coerência muito bem. Entretanto, faltou, para você tirar nota máxima, argumentar um pouco mais sobre a luta contra o terrorismo no desenvolvimento.

      Nota final: 940

      Excluir
    2. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  4. Enfrentar o Terrorismo: um grande desafio do século XXI
    O terrorismo, embora já existisse em séculos passados, vem tendo uma expansão internacional recentemente. Os atentados da Al-Qaeda, em 11 de setembro de 2001, nos Estados Unidos da América desencadearam uma iniciativa militar chamada de Guerra ao Terror, estratégia para combater o terrorismo. Desde então, houve ataques de embasamento religioso em países da Europa, vindo principalmente dos jihadistas (extremistas islâmicos).
    Após os ataques de 11 de setembro de 2001 nos Estados Unidos, que deixaram muitos mortos e feridos, o país invadiu o Afeganistão para derrubar o Taliban, que abrigou os terroristas da Al-Qaeda, controlou as fronteiras e investiu grande parte de sua economia nas Forças Armadas.
    No entanto, essa Guerra ao Terror não funcionou, uma vez que ataques terroristas são notícias recorrentes na mídia e se espalham por países da Europa, como Inglaterra, Espanha e França. Nesse último, houve recentemente um ataque ao jornal satírico Charlie Hebdo que criticava a religião muçulmana, deixando 12 mortos. Com isso, é evidente um aumento da xenofobia e da islamofobia nos países europeus, ao mesmo tempo que com o avanço da internet, houve um surgimento de jovens muçulmanos europeus dispostos a serem mártires do jihadismo internacional.
    Nessa perspectiva, não se pode evitar o terrorismo simplesmente fechando fronteiras, pois terroristas estão espalhados pelo planeta, graças à ajuda da internet; muito menos usando da intolerância religiosa, uma vez que muitos dos próprios muçulmanos dizem que os atos terroristas vão contra os ensinamentos religiosos de Maomé. Dessa forma, mostra-se necessário que os países afetados continuem ampliando as Forças Armadas para que estejam preparados a qualquer momento para algum equívoco e que ocorra mais diálogo entre as nações rivais.


    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pontos a melhorar:

      - Sempre que retomar o último elemento de um conjunto citado anteriormente, utilize "neste" no lugar de "nesse". Assim, você deveria ter escrito "como Inglaterra, Espanha e França. Neste último, houve recentemente";
      - Na proposta de intervenção você deve ser mais preciso. Não ficou claro em que aspectos as forças armadas seriam ampliadas, por exemplo.

      Nota final: 840

      Excluir
  5. Grande mudança pode levar ao fim do terrorismo

    Desde o ataque ao WTC no começo do século, o terrorismo vem ganhando grande notoriedade no cenário internacional devido à violência usada em seus protestos e a assiduidade com que vem acontecendo. Tais comportamentos não se tratam de ações meramente criminosas, as motivações variam entre fatores políticos, econômicos e principalmente religiosos tendo como alvo principal pessoas comuns. A questão é: O combate contra o terrorismo é uma guerra perdida nos dias atuais?
    Primeiramente precisamos entender que os grupos terroristas estão descontentes e a única forma que acreditam ser eficaz para angariar apoio popular e garantir completa atenção é através de ataques violentes a civis, esse sem dúvida é o problema-raiz do cenário atual e também, um dos mais difíceis de resolver, pois atinge o orgulho humano no que se trata de ceder, ouvir e compreender.
    Também é preciso levar em conta que muitos Estados defendem ou praticam o terrorismo, o que torna o combate ainda mais difícil, a ONU afirmou que não apoiará tal atitude tendo em vista que qualquer ato que vise ferir ou matar pessoas ataca diretamente os direitos humanos. Além disso, é função do governo impedir que esses radicais tenham acesso a algum material que possa consolidar um possível atentado, com o objetivo de evitar mais um banho de sangue.
    Diante dessas informações a solução parece distante, pois seria necessário um apoio conjunto da maioria dos países para garantir a segurança da população além é claro do incentivo através da mídia de total respeito às diferenças. Seria preciso dizer aos extremistas que eles têm total liberdade de expressão e não precisam tomar atitudes radicais para serem ouvidos. E por ultimo não deveria haver ações antiterrorismo que sejam acompanhadas de mais violência, do contrário não haverá um exemplo a dar, os direitos humanos devem ser usados como estratégia para dar um fim a essas tragédias. Muitas batalhas foram perdidas, mas a guerra ainda pode ser vencida.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pontos a melhorar:

      - Estude mais sobre a pontuação. No primeiro parágrafo, por exemplo, você não deveria ter colocado um ponto final em vez de uma vírgula antes de "as motivações";
      - Utilize "por meio de" em vez de "através";
      - Seu texto ficou muito bom. O único ponto a melhorar é a proposta de intervenção, pois faltou você especificar mais as ações que serão feitas.

      Nota final: 860

      Excluir
  6. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Guerra ao terror
      É notório que o terrorismo e consequentemente os seus atentados cresceram muito no século 21, principalmente no país de maior influência política mundial. Dentre tantos fatores, destacam-se: os EUA, e sua política internacional e seu combate aos terroristas.
      No início do século 21, Os Estados Unidos da América discutia iniciar uma nova "corrida armamentista" para se proteger de possíveis atentados terroristas. Em 11 de setembro de 2001, o país mais rico do mundo, assistiu pasmo ao brutal ataque à torre Wall Trade Center em Nova Iorque. Com isso, inevitavelmente, esse país priorizou as suas defesas (ampliando o monitoriamento aéreo e tornou mais rigorosos os interrogatórios nos aeroportos).
      Ademais, a Doutrina Bush, criada Presidente Bush, queria pegar o chefe da Al-Qaeda ( Oshama Bin Laden ), mas o Afeganistão, controlado pelo grupo islâmico radical talibã, recusou-se à entregá-lo. Destarte, a maior economia do mundo invadiu o Irã e transformou-lá em uma espécie de protetorado americano. Dessa forma, o país mais forte belicamente sofreu para ganhar essa guerra.Com efeito, quanto mais avançava , combatendo o terror, mais atentados aconteciam nos territórios norte-americanos.
      Por tudo isso, os EUA combateu o terrorismo ferozmente e ainda combate. Logo, o Governo americano deve continuar se protegendo desse malefício, aumentando à segunça aérea em seu território e vistoriando melhor que pelas suas fronteiras. Assim, estará lutando contra contra os grandes vilões, evitando atentados em seu território.

      Excluir
  7. Pontos a melhorar:

    - Fique atento ao uso da vírgula e das conjunções. No final do primeiro parágrafo, por exemplo, o uso da conjunção "e" antes de "sua política internacional" é desnecessário;
    - Estude as regras de concordância verbal. Você deveria ter escrito "Os Estados Unidos da América discutiam iniciar";
    - Fique atento à ligação entre as ideias por meio de preposições. No terceiro parágrafo, você deveria ter escrito "criada pelo ex-presidente Bush";
    - Deve-se escrever "Talibã" em vez de "talibã";
    - Faltou você discutir de forma mais objetiva se o combate contra o terrorismo é uma guerra perdida ou não.

    Nota final: 520

    ResponderExcluir
  8. O combate ao terrorismo está parecendo sem efeito frente aos vários ataques ocorridos no século XXI, mas deixar de lutar é o mesmo que perder a guerra.
    A guerra contra o terror é inevitável. Não aceitamos que um grupo radical retire nossos direitos de liberdade, igualdade e vida. Assim sabemos que enquanto houver terroristas haverá também um grupo antiterrorista para impedi-los. Como disse, muito bem, Chab, diretor da revista Charlie Hebdo: "prefiro morrer de pé a viver de joelhos", assim está em nosso intimo a busca pelos direitos humanos.
    Não! A guerra não está perdida. Incontáveis atentados são impedidos em todo o mundo, através de leis, fiscalizações e ações antiterroristas. Assim se não houve-se combate aos grupos radicais que praticam tais atos de violência, as explosões e chacinas seriam constantes, pois esse é o objetivo dos grupos terroristas: espalhar suas ideologias através da violência e do medo.
    A guerra contra o terror não pode acabar enquanto não acabar o terror. Para isso é preciso aperfeiçoar os métodos em conformidade com a forma de agir dos radicais, investindo principalmente em investigações para que atentados como os das torres gêmeas, metrô de Londres e da revista Charlie Hebdo sejam evitados.

    ResponderExcluir
  9. Fernando você nao tem nelhum contato para quem acompanha seu blog mostra algumas idéias que talvez você possa explorar e também um contato de e-mail na qual poderia ficar muito mais fáceis essa questão do envio da redações e vc fazer suas observações em cima das redações.

    ResponderExcluir
  10. Fernando você nao tem nelhum contato para quem acompanha seu blog mostra algumas idéias que talvez você possa explorar e também um contato de e-mail na qual poderia ficar muito mais fáceis essa questão do envio da redações e vc fazer suas observações em cima das redações.

    ResponderExcluir
  11. Fernando você nao tem nelhum contato para quem acompanha seu blog mostra algumas idéias que talvez você possa explorar e também um contato de e-mail na qual poderia ficar muito mais fáceis essa questão do envio da redações e vc fazer suas observações em cima das redações.

    ResponderExcluir
  12. O terrorismo no século XXI

    No que se refere ao terrorismo no século XXI, pode-se perceber que é um fato referente ao mundo inteiro, tendo em vista não só o fundamentalismo, mas também ações extremistas de grupos religiosos, visando como principal delas o Islã.
    Relativo ao fundamentalismo, é possível afirmar que é um termo que define o Islã, visto que não há Apenas uma religião como também um sistema que governa os imperativos políticos, econômicos, culturais, e sociais do Estado.
    No entanto, uma vez que os Islamistas, visão o recrutamento de homens e jovens, para morrer em prol da religião, relacionado a conquistas políticas e religiosas, causando o terrorismo e matando pessoas inocentes, portanto, passam por cima de tudo que é ético, e se torna desumano.
    Sendo assim, os países mais afetados devem aumentar a segurança, portanto, devem se unir para procurar um meio de lidar com o problema pacificamente, propondo acordos de paz com os Islamistas, visando, também os pontos positivos do Islã. Guerra não se resolve com guerra.

    ResponderExcluir
  13. As práticas terrosristas são um problema no século XXI,e é algo presente em todos os lugares.Mas foi tratado com vigor porque atingiu grandes potências,como por exemplo os Estados Unidos.Esses ataques estão relacionados ao fundamentalismo e ao extremismo religioso.
    O terrorismo são protestos violentos comandados por grupos extremistas(AL QAEDA,ESTADO ISLÂMICO,entre outros),que tem como objetivo mostrar ao mundo soberania.
    Atualmente o terrorismo é visto e praticado de maneira diferente de como era antes,já que existem as questões do planejamento,foco,recursos financeiros e homens treinados para matar e preparados para morrer.Atos assim são sucedidos por pessoas com poder muito alto,que sempre querem destruir aquilo que os atrapalha e atingir potências mundiais.Os mesmos usam vários tipos de armas:gases nocivos,explosivos,vírus pela internet,bactérias,radioatividade,armamentos atômicos,sequestros seguidos de assassinatos,homens-bomba e é claro armas extremamente fortes(fuzis de assalto.de precisão e etc...)
    No final de tudo,eles não querem dinheiro nem nada relacionado,querem mostrar ao mundo que são eles que mandam e que se quiserem algo.eles conseguem.Além disso não possuem o medo de assumir seus atentados,muito pelo contrário na visão deles isso será bom para eles mesmos.

    ResponderExcluir
  14. Ola, estou tentando fazer uma redacao sobre terrorismo e nao consigo achar um segundo agente para culpar, so consigo por obrigacoes nos Estados. O problema é que sempre dizem que é bom por 2 agentes, praticamente nunca 1. O que eu faço? Quem mais posso culpar sem deixar de ser coerente?

    ResponderExcluir
  15. Ola, estou tentando fazer uma redacao sobre terrorismo e nao consigo achar um segundo agente para culpar, so consigo por obrigacoes nos Estados. O problema é que sempre dizem que é bom por 2 agentes, praticamente nunca 1. O que eu faço? Quem mais posso culpar sem deixar de ser coerente?

    ResponderExcluir
  16. meu nome e hyrllan quero mandar uma redacao sobre o terorisno ap macapa

    ResponderExcluir
  17. Olá!
    Sou Andressa de Maceió-AL.
    Você tem e-mail p/ contato?

    ResponderExcluir
  18. queria muito poder mandar uma redacao para ele corrigir.

    ResponderExcluir