Marcadores

segunda-feira, 19 de outubro de 2015

Proposta de redação sobre a gestão do lixo



Olá a todos!

Esta é a última proposta de redação antes do Enem 2015. Aproveitem mais uma oportunidade para praticar a escrita e aprender com os erros e os acertos de outros candidatos.

Com base na leitura dos textos motivadores a seguir e nos conhecimentos construídos ao longo de sua formação, redija texto dissertativo-argumentativo em norma padrão da língua portuguesa sobre o tema A IMPORTÂNCIA DA GESTÃO DO LIXO PARA A QUALIDADE DE VIDA DA POPULAÇÃO BRASILEIRA, apresentando proposta de intervenção social que respeite os direitos humanos. Selecione, organize e relacione, de forma coerente e coesa, argumentos e fatos para defesa de seu ponto de vista.

As quatro primeiras redações postadas nos comentários serão corrigidas GRATUITAMENTE.


Textos motivadores

http://brasil.elpais.com/brasil/2015/10/01/politica/1443722260_724627.html

http://brasil.elpais.com/brasil/2015/08/06/politica/1438812495_286952.html

http://brasil.elpais.com/brasil/2015/10/08/politica/1444322749_715081.html

23 comentários:

  1. (Pode ter alguns erros n hora de transcrever por conta do teclado em ingles)

    É consenso, em meio às comunidades sócio-políticas atuais, a precariedade na gestão de lixo no Brasil. Com o aumento do consumo desenfreado pela população, provocado pelo crescimento do capitalismo e a necessidade de compra que o mesmo trás, a crise começa a assolar. Como, em meio a uma sociedade consumista é possível conciliar a compra do produto com o lixo consciente.
    Com o crescimento do capitalismo no século XXI o mundo vê uma crise de em vários meios, compra-se produtos, usa-se produto, e o seu destino final é nas mãos de pessoas carentes que ganham seu sustento em lixões. O Brasil, desde a implantação do sistema capitalista financeiro, especificamente após a estabilização do valor da moeda junto ao plano real, viu o índice de pessoas que jogam produtos que poderiam ser usados por mais tempo no lixo, isso simplesmente pela vontade de compra provocada pelo capitalismo, esse ciclo faz com que não somente a econômica seja deixada de lado, mas também com que uma sobrecarga nos lixões se acumule.
    Mas nem só da crise causa pelo capital vive a gestão de lixo brasileira, enquanto paises como França e Espanha tem indíces de reciclagem que se aproximam dos 35%, o Brasil recicla apenas 4% de seus produtos encontrados nos lixões. Com taixas tão pequenas e desperdício acentuado, pessoas sem moradia ou de baixa renda veem nos lixões modos de sobrevivência, a esperança de ter naquilo que as pessoas jogam fora um modo de sobreviver demonstra a atual situação do Brasil em relação a sua gestão de lixo, uma sociedade de controle sustentável não é vista, ao contrário do necessário para um futuro para as proximas gerações e do própio planeta, assim como Hans Jonas trabalha em sua tese.
    É necessário, portanto, uma conscientização geral na sociedade brasileira, é fato que a sociedade é empurrada ao modo de compra capitalista mas isso pode ser controlado, palestras devem ser dadas em escolas sobre a importância da reciclagem e do melhor aproveitamento do que se usa, é necessário também um investimento maior em reciclagem, criações e apoio maior de ONGS que viabilizem isso, além de outras ações simples que podem ser realizadas por cada indivíduo, tal como evitar o uso de produtos plásticos, para que isso exista uma sociedade em que o lixo não comprometa nosso futuro e das próximas gerações.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. - Cuidado ao confundir trás (advérbio) com traz (verbo);
      - Evite o uso de "mesmo" como pronome. Tente substituir, por exemplo, o termo a que se refere por um pronome ou um sinônimo;
      - Estude os usos da vírgula. No segundo parágrafo, por exemplo, ela deveria ter sido inserida após século XXI;
      - Fique atento à concordância nominal. Você deveria ter escrito, por exemplo, "é necessária" no último parágrafo;
      - Você escreve muito bem. Só precisa melhorar alguns aspectos gramaticais. Nessa reta final, sugiro que você estude mais pontuação.

      Nota final: 900

      Excluir
    2. Vale ressaltar que desconsiderei alguns erros devido aos problemas que você alegou ter com o teclado. Se eu os levasse em conta, sua nota seria menor.
      Boa prova domingo!

      Excluir
    3. Muito obrigado pela correção, é sempre bom ter um professor experiente para apontar o que se deve melhorar. Realmente o teclado não ajudou muito, quando enviei a redação que percebi algumas palavras que não existiam aparecerem perdidas no texto, além de várias palavras que o sistema operacional traduzia pro ingles, essas consegui corrigir(quantidade de vezes que capitalismo virava capitalism daria pra fazer um filme de terror).

      Excluir
  2. Agradeço a oportunidade de ter minha redação corrigida professor! Muito obrigado.

    Título: O ouro preto do século XXI

    No Brasil cerca de 40%, algo próximo de trinta milhões de toneladas anuais, de todo o lixo descartado é destinado aos lixões, poluindo solo e recursos hídricos. A geração de lixo no país aumentou cinco vezes mais que o crescimento populacional, levando não só a população como também o poder público a unir forças para combater esse cenário crítico do ponto de vista ambiental e econômico.
    O que para alguns é lixo, para outros é sinônimo de oportunidade. 32% dos resíduos sólidos poderiam ser reciclados, quando na realidade apenas 4% é. O lixo orgânico, por sua vez, pode ser transformado em adubo ou até mesmo ser usado na geração de energia elétrica. O Brasil perde, por falta de investimentos, esse “ouro preto” acumulado nos lixões a céu aberto.
    Em tempos de crise hídrica, é um absurdo pensar na poluição das de água existentes. Pois é exatamente isso que acontece, todos os dias em todo o país, com o descarte indevido do lixo nas casas das famílias brasileiras. De pouco a pouco, essa “bola de neve” ganha força e chegará um momento em que todos sentirão seu impacto.
    Mas o que fazer para evitar as previsões caóticas em função do descarte indevido do lixo? É necessário adotar a política dos três R’s; reduzir, reciclar e reutilizar. Deve-se incentivar a redução do consumo pelas famílias do país e incentivá-las a separar o lixo orgânico do reciclável para facilitar a coleta e o descarte adequado desses materiais. O governo precisa investir em usinas de reciclagem para aproveitar esse potencial econômico do lixo e também construir, cada vez mais, aterros sanitários que protejam o solo e a água dos perigos de contaminação. Há também o chorume que pode ser usado para a produção de energia elétrica se devidamente manipulado. É dessa forma, unindo o útil ao agradável, que o Brasil poderá se tornar um exemplo no cenário internacional na gestão e no destino adequado com seu lixo produzido e, num futuro próximo, melhor aproveitado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. - Fique atento à concordância. No segundo parágrafo, por exemplo, você deveria ter escrito "4% o são";
      - Estude os usos da vírgula. Ela é desnecessária em antes de "todos os dias em todo o país". Ademais, evite uma generalização tão ampla, pois corretores veem isso como um problema. Prefira expressões como "é recorrente", "ocorre rotineiramente" ou "é bastante comum";
      - As aspas são desnecessárias em "bola de neve";
      - Você argumenta muito bem. Acredito que você pode tirar uma excelente nota no Enem. Faça a prova com tranquilidade e confiança.

      Nota final: 940

      Excluir
    2. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    3. Muito obrigado pela correção! Irei procurar evitar esses erros no domingo! Irei a começar a seguir seu projeto e recomendar para meus amigos!
      Forte abraço!

      Matheus F. Barbosa.

      Excluir
    4. Muito obrigado pela correção! Irei procurar evitar esses erros no domingo! Irei a começar a seguir seu projeto e recomendar para meus amigos!
      Forte abraço!

      Matheus F. Barbosa.

      Excluir
  3. O problema do excesso de produção de lixo no Brasil é uma realidade das grandes e pequenas cidades. Diante da recente urbanização e da melhor distribuição de renda, houve maior acesso ao consumo de bens e produtos, mas ainda é necessário educar o cidadão para produzir menos lixo.

    Esse processo educacional deve iniciar na reflexão sobre o consumo e seus resíduos. Até onde vai o direito de consumir do cidadão? Até onde vai o dever do Estado ao lidar com o lixo residual desse consumo? Encontrar a resposta não é fácil. Primeiramente, é preciso lembrar que há 60 anos, a maior parte das pessoas morava na zona rural, onde o ciclo de produção do lixo era outro: consumia-se menos, pela dificuldade de acesso aos produtos; produzia-se mais localmente e, principalmente, compostava-se mais. Atualmente, há uma alienação sobre o processo de produção e destinação de resíduos, quem joga algo fora, não sabe mais o que acontece e nem para onde vai. Toda a responsabilidade sobre o lixo é atribuída ao Poder Público.

    Todavia, essa lembrança do passado rural pode servir de inspiração para que cada um ajude a solucionar o problema do lixo. Uma grande parte dos resíduos domésticos urbanos é lixo orgânico. A compostagem destes materiais em casa, além de gerar adubo, pode servir de motivação para que pessoas comuns passem a cultivar pequenas hortas urbanas. Exemplos como este, ainda fazem parte de um pequeno grupo de compostadores urbanos, com cultura dita “alternativa”.

    Para difundir a ideia da compostagem doméstica, é fundamental envolver as crianças e as escolas. Sugere-se que as prefeituras implantem minhocários dentro de cada sala de aula, para que os pequenos depositem parte da quantidade de lixo orgânico produzido no dia a dia escolar. Além disso, as crianças devem ser incentivadas a levar o adubo produzido em sala para suas casas. Esse é um primeiro passo para reduzir o lixo, o consumo e incentivar o domínio sobre a paisagem urbana.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aguardo ansiosamente pela correção!
      Também agradeço pelo seu projeto, muito legal este espaço!

      Boa sorte a todo no próximo fim de semana!

      Excluir
    2. -Você escreve muito bem. Só precisa ser um pouco mais atento a algumas imprecisões. No final do seu texto, por exemplo, faltou você especificar o tipo de domínio sobre a paisagem. Ademais, no segundo parágrafo, você deveria inserir " ; " antes de "e, principalmente, compostava-se mais".

      Nota final: 960

      Excluir
    3. Concordo com você, achei minha linha argumentativa meio estranha, mas tentei cronometrar o tempo de escrita, estou muito preocupado com o tempo da prova. Nesse finalzinho minha ideia era retomar a ideia de alienação sobre o destino do lixo e dizer que minha proposta iria contribuir para melhorar isso, gerando maior vivência e domínio sobre o espaço urbano, portanto, com menos alienação. Tenho gasto 1h20 a 1h30 para escrever a redação e passar a limpo, isso me preocupa bastante, muitas vezes termino o texto e gostaria de mudá-lo, mas vejo que levará mais tempo e abandono a ideia. Infelizmente o ENEM é uma prova de velocidade, acho isso triste.

      Muito obrigado mesmo,sua avaliação sempre me deixa feliz por aqui e um pouco menos ansioso.

      Abraço! Mando notícias.

      Excluir
  4. Olá professor, estou na dúvida de passei ou não da quantidade de linhas, mas acho que não. Vamos lá:

    Ética versus Cidadania
    Saber administrar o destino do lixo é importante para a melhoria de diversos aspectos na vida do brasileiro. A falta de uma gestão adequada vem gerando grandes conflitos abrangendo diversos temas. Porém, dentre os mesmos, pode-se destacar a linha tênue entre os problemas na gestão do lixo e a falta de ética.
    De modo geral, é possível dizer que os problemas causados pela falta de atenção ao destino do lixo são vários. Bueiros entupidos, lagoas, lagos e rios sujos, e com eles causando morte dos seres vivos que neles habitam, os famosos “lixões” em que vivem moradores em condições precárias de vida, estando disponíveis a contrair diversos tipos de doenças. Entretanto, é necessário expor que todos esses fatores não dependem apenas das manutenções que devem ser realizadas pelo governo, e sim de todo um contexto social.
    Rousseau em umas de suas filosofias, diz “O homem nasce bom, mas a sociedade o corrompe”. Seguindo sua linha de raciocínio, pode-se dizer que, a falta de ética do cidadão para administrar o seu próprio lixo, se deriva de sua trajetória de vida. Os problemas gerados por uma educação de má qualidade como, condições precárias de aprendizado, estrutura escolar, falta de educação da família, acaba fazendo com o que a formação ética do indivíduo seja prejudicada, e por sua consequência sendo um cidadão que não se importa com os problemas futuros e prejudique os seus polua os seus próprios bens.
    Portanto, fica clara a importância da ética na vida do indivíduo, para que ele possa saber administrar o destino do seu lixo. E para solucionar os problemas atuais, o governo deve criar campanhas gratuitas de conscientização, como palestras sobre como fazer o uso da Coleta Seletiva, as Instituições devem elaborar mais projetos de reciclagem do lixo com os alunos e as famílias devem unir-se para utilizar a reutilização como forma de melhoria à qualidade de vida.


    *Obrigada pela oportunidade.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. - Evite usar "mesmo" como pronome. Prefira usar outro pronome ou um sinônimo nesse tipo de situação;
      - Revise seu texto com atenção para evitar erros simples, como ocorre em "em umas de suas filosofias";
      - Estude os usos da vírgula. No terceiro parágrafo, por exemplo, a vírgula deve preceder a palavra "como" em vez de sucedê-la;
      - No último parágrafo, escreve-se "instituições" com letra inicial minúscula;
      - Você tem boas ideias, mas precisa ter mais atenção na hora de escrever para cometer menos erros gramaticais.

      Nota final: 720

      Excluir
    2. Quanto ao tamanho, depende da sua letra no papel, mas eu acredito que daria aproximadamente 30 linhas sim. Fique tranquila, pois a calma é a principal arma para o sucesso. ^^

      Excluir
    3. Obrigada, vacilei nessa redação... Nossa...
      Os erros talvez sejam pela digitação mesmo, mas terei mais atenção. Valeuu

      Excluir
  5. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  6. Grato pela disponibilidade e atenção.

    A partir da Revolução Industrial, período caracterizado pela expressiva implementação de indústrias, a quantidade de produtos elevou-se consideravelmente, a qual aumentou o percentual de lixo produzido nos centros urbanos. Com isso, hodiernamente, o Brasil encontra dificuldades em destinar adequadamente os resíduos da sociedade. Em virtude desse quadro caótico, surge o processo de Racionalização, bem como a inversão dos valores éticos.
    A priori, a Racionalização, mencionada pelo sociólogo Max Weber, indica que a modernidade não deriva apenas da diferenciação da economia capitalista, mas, também, de uma reordenação racional da cultura e sociedade. Desse modo, o consumismo exacerbado da população brasileira acarreta o acúmulo do lixo, o qual não retém lugares propícios ao seu descarte. Tal problemática pode ser ratificada, por exemplo, no documentário “Ilha das Flores”. Nesse curta-metragem, relata-se o mau redirecionamento dos resíduos orgânicos gerados em Porto Alegre, os quais são despejados em uma pequena ilha, tornando-se alimentos aos porcos, tal como às pessoas com baixas condições monetárias. Sendo assim, o elevado número de lixo orgânico originado pela sociedade, em sua maioria, acaba despejado em lugares inadequados, causando, com isso, um significativo impacto à natureza.
    Outrossim, a inversão dos valores éticos, exemplificada pela filosofia de Rousseau, afirma que o homem nasce bom, mas a sociedade o corrompe. Por esse raciocínio, a numerosa produção de lixo pode ser influenciada diretamente pelo meio no qual o indivíduo reside na sociedade contemporânea. Tal acontecimento pode ser auxiliado pela obsolescência programada por grandes indústrias, condição na qual produtos são fabricados com durabilidade determinada. Portanto, os itens obsoletos, precipuamente tecnológicos, são trocados, o que contribui à elevação do volume de lixo eletrônico no Brasil, o qual, no reciclado, corrobora diretamente à contaminação dos lençóis freáticos, bem como à liberação de toxinas prejudiciais ao meio ambiente.
    Por tudo isso, é imprescindível o investimento do Governo quanto à destinação do lixo. Para que isso se concretize, o Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MPOG) deve, por meio de verbas arrecadadas por tributos, construir aterros sanitário controlados, visando à diminuição do lixo mal descartado no país. Ademais, as prefeituras também devem incentivar, por intermédio de contribuições financeiras, a criação de cooperativas especializadas na reciclagem de materiais eletrônicos, as quais minimizariam o número de resíduos pesados em contato com o ambiente, reduzindo, assim, os problemas causados à natureza. Assim, com essas medidas mitigadoras, as problemáticas a respeito do lixo seriam consideravelmente reduzidas em todo o território nacional.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. - Não é necessário usar vírgula para separar a expressão "mas também";
      - Use preferencialmente "dessa forma" em vez de "sendo assim";
      - Em vez de "precipuadamente" use "principalmente";
      - Revise seu texto para evitar erros gramaticais simples, como "aterros sanitário";
      - Você escreve bem, mas precisa ter um pouco mais de atenção para evitar erros gramaticais.

      Nota final: 960

      Excluir
  7. Professor, mande uma proposta como esta :
    A economia do Brasil !
    Ai você vai ver eu tirando mil ;) k k
    Obrigado pela atenção !
    Tenha um Bom dia

    ResponderExcluir