Marcadores

quinta-feira, 23 de outubro de 2014

Proposta de redação sobre a gestão dos recursos hídricos


Olá a todos!

Que tal escrever um pouco mais sobre um tema atual e importante para o Brasil?


Com base na leitura dos textos motivadores seguintes e nos conhecimentos construídos ao longo de sua formação, redija texto dissertativo-argumentativo em norma padrão da língua portuguesa sobre o tema A importância da gestão adequada dos recursos hídricos para o Brasil no século XXI, apresentando proposta de intervenção, que respeite os direitos humanos. Selecione, organize e relacione, de forma coerente e coesa, argumentos e fatos para defesa de seu ponto de vista.


As três primeiras redações postadas nos comentários serão corrigidas GRATUITAMENTE!






19 comentários:

  1. Um futuro com recursos hídricos garantidos
    O Brasil é um dos países com mais recursos hídricos do mundo, e isso não se pode negar. Entretanto, tais recursos são concentrados apenas em algumas regiões, como é o caso do Norte do país. Outro problema é o alto desperdício das grandes empresas e pessoas em geral. Por esses fatores, é necessário uma gestão eficiente e que regularize a oferta hídrica do país.
    Por ser um país continental, o Brasil tem regiões muito diferentes quando se trata de clima e oferta hídrica. Isso faz com que enquanto uma região tem muita água, outras sofrem com a falta dela. Esse é um dos motivos que levaram o governo à desviar parte do rio São Francisco, beneficiando milhares de sertanejos do nordeste do país, região que sofre bastante com a falta d'água.
    Além disso, o uso indiscriminado e muitas vezes sem necessidade da água agrava a situação. Segundo a ANA(Agência Nacional das Águas), cerca de 48% da água utilizada pelas grandes empresas poderia ser reaproveitada, fato que não acontece com frequência. Além do mais, os cidadãos agem de forma semelhante, sem nenhuma consciência ecológica.
    Por tudo isso, é indispensável a construção de tanques e cisternas que acumulem a água da chuva em estações chuvosas para que no tempo de seca não falte água. Ademais, o governo deve estimular reduções percentuais nas contas de água para que as pessoas que economizarem tenham descontos, isso já ocorre em São Paulo, por exemplo. Atitudes como essas vão conduzir o Brasil para um futuro com recursos hídricos garantidos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pontos a melhorar:

      - Estude os usos da vírgula, pois deveria haver uma antes de "enquanto" na segunda linha do segundo parágrafo;
      - Estude os usos do sinal indicativo de crase, já que nunca devemos usar crase antes de um verbo, como você fez no segundo parágrafo;
      - Seria interessante se você falasse mais sobre o norte do Brasil em seu desenvolvimento, pois você o abordou em sua introdução.

      Pontos positivos:

      - Apresentação de exemplos que comprovam os argumentos;
      - Apresentação de uma proposta de intervenção consistente;

      Nota final: 680

      Excluir
    2. Não se usa crase entes de verbo

      Excluir
  2. A importância da gestão adequada dos recursos hídricos para o Brasil no século XXI.


    O Brasil é um dos países mais ricos em água potável do mundo, os olhares do planeta sempre se voltam para os nossos mananciais e rios. Daí a importância de uma sustentável e adequada gestão pública e privada quanto aos recursos hídricos em nosso país nos tempos de mudanças em que vivemos.
    É necessário um prognóstico da realidade, para identificar as possíveis causas e consequências que darão bases sólidas para realizar um planejamento dentro das condições financeiras, espaciais. Uma das raízes do problema neste país onde se concentra 12% da água potável do mundo segundo dados da ONU, é a urbanização desenfreada com gigantescas construções, que além de gastar muita água, elas não são planejadas corretamente, por exemplo: os grandes edifícios que aumentam a cada dia o peso no subsolo quebrando assim, as tubulações que conduzem água do centro de abastecimento para toda a cidade.
    A impermeabilidade do solo por causa dos asfaltos, faz com que a água da chuva não chegue até os lençóis freáticos e vão para nas encostas dos morros causando desmoronamentos. A falta de cuidado com os mananciais devido a destruição das matas ciliais que as protegem, e a grande estiagem no nordeste do país que fazem com que milhares de famílias migrem para locais que tem trabalho e melhores condições de vida.
    Parafraseando o padre Antônio Vieira que disse “o sertão vai virar mar e o mar vai virá sertão” é perceptível hoje, o cumprimento dessa profecia: Enchentes no nordeste e seca em sudeste em especial em São Paulo com a crise hídrica do Cantareira fazendo com que milhões de cidadãos fiquem sem água tão necessária para a alimentação, moradia, saúde e energia, pois se faltar água faltará energia, muitos apagões já estão acontecendo.
    Em virtudes dos fatos mencionados, cabe a gestão federal, estadual e municipal, não apenas criar leis que possam controlar e coibi o abuso quanto ao consumo exacerbado, mas fazer com que sejam cumpridas as já existentes. Criar políticas públicas com a participação do setor privado e da população, bem como incluir na educação escolar não apenas a importância da água, mas, também sua conservação para o bem de todos.

    Redigida por: Suse Cleide L. Santos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pontos positivos:

      - Apresentação de exemplos esclarecedores;
      - Apresentação de uma proposta de intervenção.

      Pontos a melhorar:

      - Utilize um ponto final em vez da vírgula antes de "os olhares";
      - Evite o uso da palavra "daí" para ligar as suas ideias;
      - Troque a vírgula no final do primeiro período do segundo parágrafo por "e". Aconselho que você estude com atenção os usos da vírgula, pois você cometeu diversos erros nesse quesito;
      - Estude os usos da crase. Você deveria ter usado "devido à" em vez de "devido a" no terceiro parágrafo;
      - É fundamental que você aborde questões mais diretas em relação à gestão no seu desenvolvimento.
      - Revise seu texto com atenção para evitar erros simples de ortografia.

      Nota final: 560

      Excluir

  3. Brasil: um país onde a água pode não ser para todos

    Sempre que as palavras “seca” ou “estiagem” são mencionadas há um pré-conceito de que elas estão ligadas aos estados do nordeste brasileiro, por conta do clima semiárido enfrentado em grande parte da região. Contudo nos últimos meses, com a falta de chuva, tais palavras vêm sendo usadas rotineiramente em grande parte do país. Destacando os estados de São Paulo e Minas Gerais, que estão vivenciando uma situação tão ruim que não tinha sido registrada desde a década de 1930. Atualmente diante disso, não há outra opção se não uma reelaboração adequada da gestão dos recursos hídricos em todo o país.
    Esse problema surgiu não só pela falta de conscientização do povo brasileiro em economizar água, mas também por não haver preocupação com a escassez desse bem e ainda pelo fato do país deter os maiores reservatórios de água doce do mundo. Mas com o aquecimento global e a consequente falta de precipitação, esses aquíferos não serão capazes de sustentar toda a demanda necessária para manter as necessidades da população.
    O caso é tão alarmante que o Governo do Estado de São Paulo já disponibilizou caminhões pipa e algumas estruturas de distribuição de água para atender algumas cidades como Itu, que enfrenta racionamento há cerca de 8 meses.
    Grande parte desse caos está relacionado diretamente à infraestrutura dos encanamentos de distribuição, pois durante a passagem da água existem algumas perdas que não deveriam ultrapassar os 20%, mas há registros de que essa porcentagem está, nesses estados, entre 2 a 3 vezes maior do que o esperado.
    Levando em consideração todos os dados apresentados a solução rápida e negociada que o Procurador Geral pediu a seus deputados e parlamentares noticiado no site “O globo”, seria: adequar a infraestrutura dos encanamentos para não depender de ações emergenciais como as tomadas em Itu. Providenciar campanhas efetivas de conscientização popular e total fiscalização para evitar desperdícios, além de garantir que todas as outras medidas sejam rigorosamente implantadas e os direitos humanos respeitados acima de tudo.

    Feito por - Giovanna Barros

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pontos positivos:

      - Domínio do tema abordado;
      - Apresentação de vários exemplos e dados;
      - Apresentação de propostas de intervenção. Só faço uma observação: elas deveriam estar ligadas de forma mais clara.

      Pontos a melhorar:

      - Utilize "preconceito", em vez de pré-conceito;
      - Estude os usos da vírgula. Ela deveria ser colocada, por exemplo, após "contudo";
      - Evite utilizar exemplos dos textos motivadores em seu texto, já que isso mostra pouca criatividade;
      - Evite escrever parágrafos com apenas um período, pois essa estrutura costuma acarretar erros de conexão entre as ideias;

      Nota final: 780

      Excluir
  4. Água: o "ouro" do século XXI

    Tendo em vista que a gestão dos recursos hídricos no Brasil, neste século, é um assunto deveras importante, em virtude desse bem natural e essencial ser, cada vez mais, explorado de forma indevida, faz-se necessário, portanto, debater acerca dessa questão. Desse modo, devemos analisar os fatores determinantes dessa má utilização, e os reflexos disso na vida de todos nós.
    Segundo o filósofo Thomas Hobbes, "o homem é o lobo do próprio homem". Tal citação denota claramente um hábito nocivo de nossa sociedade, o qual se faz presente de forma intensa: a má utilização da água. Nesse contexto, a falta de conscientização da grande maioria de nós -- relacionada com a baixa qualidade do ensino público -- exerce papel preponderante no agravamento do problema, pois casos de pessoas lavando calçadas e desperdiçando água não são raros. Além disso, a benevolência do Estado quanto à má administração desse bem tende a perpetuar práticas abusivas de uso da água.
    Em consequência disso, a falta de água nas residências, como a que está ocorrendo na região metropolitana da cidade de São Paulo, é o primeiro alerta de que algo está errado, porém mesmo assim o desperdício continua com o pouco que resta. Ademais, casos de doenças parasitárias são frequentes, devido à utilização de água de fontes não tratadas corretamente, agravando o nosso deficiente SUS (Sistema Único de Saúde). Assim, práticas mitigatórias, como a compra de água por "caminhões-pipa", são a "saída" que os prefeitos encontram, o que gera um gasto elevado que poderia ser evitado.
    Diante do exposto, fica evidente que a má administração dos recursos hídricos, tanto por parte do Governo quanto por parte de uma população inconsequente, acarreta problemas ambientais e, por vezes, patológicos. Portanto, como ação imediata, o poder público deve elevar a tarifação sobre o volume de água consumido, visando à reflexão, por parte da população brasileira, sobre o real valor que ela tem. Outrossim, é importante a implementação de uma disciplina denominada "Cidadania" nas escolas, a qual seria responsável pela conscientização de todos os alunos. Dessa maneira, seria dado o primeiro passo rumo à construção de um Brasil mais "saudável".

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pontos positivos:

      - Boa argumentação por meio de exemplos variados;
      - Apresentação de um ponto de vista coerente e relacionado diretamente ao tema discutido;
      - Apresentação de uma proposta de intervenção.

      Pontos a melhorar:

      - Você precisa ficar atento à estruturação das suas ideias. "debater acerca dessa questão" é uma expressão incorreta que deveria ser substituída por "debater essa questão";
      - Evite se referir, ainda que indiretamente, à informações dos textos motivadores, pois isso pode ser visto como falta de criatividade;

      Nota final: 840

      Excluir
  5. Po cara, corrige a minha também, por favor. Eu estava escrevendo... rs :/ Obs: os tracinhos ali seriam travessões. Abraço, valeu!

    ResponderExcluir
  6. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  7. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  8. SINAIS PROFETICOS: AQUECIMENTO GLOBA-CRISE HIDRICA–ADVERTÊNCIA DIVINA-E OUTROS SINAIS...
    (MC.12.10) Ainda não lestes esta Escritura: (GN.5.1) No dia em que Deus criou o Homem à sua semelhança; (GN.6.12) viu Deus a terra, e eis que estava corrompida, porque todo ser vivente havia corrompido o seu caminho na terra: (IS.59.15) O Senhor viu isso, e desaprovou o não haver juízo:
    (RM.9.’) Digo a verdade em Cristo, não minto, testemunhando comigo, no Espírito Santo, a minha própria consciência: (IS.24.5) Na verdade, a terra está contaminada por causa dos seus moradores; porquanto transgridem as leis, violam os estatutos, e quebram a aliança eterna: (SL.82.5) Eles nada sabem nem entendem, (SL.78.22) porque não creram em Deus, nem confiaram na sua salvação: (LC.8.25) Onde está a vossa fé? (JR.14.22) Acaso, haverá entre os ídolos dos gentios, algum que faça chover? Ou podem os céus dar chuvas de si mesmos? (MC.12.27) Laborais em grande erro:
    (LV.18.27/28) Não suceda que a terra vos vomite havendo vós a contaminado, como vomitou o povo que nela estava antes de vós; porque todas estas abominações fizeram os homens desta terra que nela estavam antes de vós, e a terra se contaminou: ((IS.55.11) Assim será a palavra que sair da minha boca: Não voltará para mim vazia, , mas fará o que me apraz, e prosperará naquilo para que a designei: (NM.24.4) Palavra Daquele que ouve os ditos de Deus, o que tem a visão do Todo-Poderoso e prosta-se, porém, de olhos abertos:(EZ.12.11) Eu sou o vosso sinal:
    Arnaldo ou Israel

    ResponderExcluir
  9. SINAIS PROFETICOS: AQUECIMENTO GLOBA-CRISE HIDRICA–ADVERTÊNCIA DIVINA-E OUTROS SINAIS...
    (MC.12.10) Ainda não lestes esta Escritura: (GN.5.1) No dia em que Deus criou o Homem à sua semelhança; (GN.6.12) viu Deus a terra, e eis que estava corrompida, porque todo ser vivente havia corrompido o seu caminho na terra: (IS.59.15) O Senhor viu isso, e desaprovou o não haver juízo:
    (RM.9.’) Digo a verdade em Cristo, não minto, testemunhando comigo, no Espírito Santo, a minha própria consciência: (IS.24.5) Na verdade, a terra está contaminada por causa dos seus moradores; porquanto transgridem as leis, violam os estatutos, e quebram a aliança eterna: (SL.82.5) Eles nada sabem nem entendem, (SL.78.22) porque não creram em Deus, nem confiaram na sua salvação: (LC.8.25) Onde está a vossa fé? (JR.14.22) Acaso, haverá entre os ídolos dos gentios, algum que faça chover? Ou podem os céus dar chuvas de si mesmos? (MC.12.27) Laborais em grande erro:
    (LV.18.27/28) Não suceda que a terra vos vomite havendo vós a contaminado, como vomitou o povo que nela estava antes de vós; porque todas estas abominações fizeram os homens desta terra que nela estavam antes de vós, e a terra se contaminou: ((IS.55.11) Assim será a palavra que sair da minha boca: Não voltará para mim vazia, , mas fará o que me apraz, e prosperará naquilo para que a designei: (NM.24.4) Palavra Daquele que ouve os ditos de Deus, o que tem a visão do Todo-Poderoso e prosta-se, porém, de olhos abertos:(EZ.12.11) Eu sou o vosso sinal:
    Arnaldo ou Israel

    ResponderExcluir
  10. Eu gostaria de fazer uma pra ser corrigida também

    ResponderExcluir
  11. A seca que Graciliano Ramos relata em sua obra “Vidas Secas”, antes quase exclusiva ao Nordeste, hodiernamente acomete a mais estados brasileiros. Devido à má gestão publica desse recurso, em conjunto com o desperdício: Minas Gerais, São Paulo e Espírito Santo também estão seno vitimas da falta d’água, sendo portanto indubitável a adoção de medidas em prol de melhorias.
    A imagem ilustrada do Planeta Terra, majoritariamente azul, com água em abundancia, acomodou seus habitantes e os deram uma ilusória idéia de que esse bem, tão vital, seria infinito. Mas, nos últimos anos, o Brasil tem vivido uma escassez de chuva- indiretamente causada pela população, que catalisou o aquecimento global- e que tem alarmado e preocupado as autoridades estatais e toda a sociedade. O continuo desmatamento corrobora para o inibimento do ciclo das chuvas, assoreamento dos rios, e logo, a poluição desses, alterando todo o equilibro ambiental e provocando o aquecimento global.
    Além disso, o estresse hídrico está diretamente associado a falhas na gestão de recursos hídricos. Especialistas nesse âmbito são unânimes em apontar que os governos falharam ao não adotar ações preventivas para evitar que a situação chegasse a esse ponto critico. A capital paulista viveu em 2015 o colapso cujo todas as represas que formam o sistema de abastecimento da capital acumulavam apenas 14,6% do seu volume total. Outrossim, a distribuição desses mananciais também é fator determinante visto que 705 das reserva estão acumuladas no Norte, que concentra apenas 7% da população brasileira. Os 30% restantes se distribuem desigualmente pelo país para abastecer os 935 restantes.
    Diante dos argumentos supracitados, é dever do Estado intervir disponibilizando caminhões-pipas aos necessitados. Diminuir a pressão de água nas torneiras, numa tentativa de reduzir os vazamentos. Além de proibir a privatização desse recurso, para que a água seja tratada como um bem e que tenha sua distribuição igualitária à sociedade, cobrando apenas o serviço para regular o consumo. Soma-se a isso o uso consciente da população, e campanhas nas escolas para educar o pensamento dos futuros consumidores. Só assim, alcançar-se-á melhorias.

    se pudder me responder por emial belasena98@hotmail.com obrigadaaa

    ResponderExcluir